Banner_principal.jpg

Ponto ideal da massa para se trabalhar com as máquinas

O ponto ideal para se trabalhar com a máquina é atingir uma textura macia e que não grude na mão
 

Primeiro, destacamos a importância do uso de ingredientes de boa qualidade, isso vai ajudar a ter uma boa massa, tanto na textura, quanto no sabor. Para o preparo, recomendamos dissolver na água os temperos e ferver, para somente depois acrescentar a farinha de trigo e cozinhar.
 

Além disso, também recomendamos o uso da margarina ao invés do óleo, para garantir uma massa mais macia.
 

Conforme a massa vai chegando ao ponto certo de cozimento, ela vai desgrudando do fundo da panela. O ponto ideal é quando ela não gruda na mão, pois nesse caso a massa não irá grudar no seu equipamento.
 

Quando feita à mão, deve-se tomar cuidado para que a massa não fique com grumos de farinha. Por isso, também recomendamos o uso do Tacho, que além de agilizar a produção, garante uma massa uniforme. 

 
Banner_massas pesadas.jpg

Esse tipo de massa geralmente é feita a base de batata ou mandioca. Massas consideradas “pesadas” são as massas muito difíceis de serem manuseadas

Para as massas diferenciadas como a do bolinho de bacalhau, recomendamos acrescentar flocos de batata para que a massa não acabe "patinando" no equipamento.

 
Banner_massas-semi-podre.jpg

Uma opção para trabalhar com empadas nas formadoras é a massa semi podre, pois ela é menos quebradiça que tradicional.

Quanto mais macia for a sua massa, mais facilmente ela passará pelo distribuidor do seu equipamento.

A diferença entre a massa podre e a semi podre, é a adição do líquido. A massa podre é feita de farinha de trigo, gemas e margarina; já na receita da massa semi podre é acrescentado leite ou guaraná. Dessa forma a massa fica mais macia e pode ser trabalhada com tranquilidade em seu equipamento.

Lembrando que a adaptação da massa podre para semi podre não altera o sabor, apenas a consistência da massa.

O ponto da massa semi podre, é o mesmo da massa cozida, ou seja, não deve grudar na mão.

 
Banner_massas-grudenta.jpg

As massas podem estar “grudentas” por diversos motivos, tais como: umidade na farinha, mal cozimento ou excesso de líquido na receita. 

A farinha pode apresentar umidade por conta do tempo e a forma que ela foi colhida, por isso, indicamos que toda a farinha, antes de ser colocada na receita, deve ser peneirada

 
Banner_massas-doces.jpg

Para trabalhar com massas doces, recomendamos um ambiente climatizado, e deixar a massa de um dia para o outro na geladeira. Isso irá tornar a massa menos "grudenta", o que facilita o manuseio do produto na sua máquina.

No caso da massa para brigadeiro, é necessário que você utilize um brigadeiro com ao menos 50% de cacau para que ela não açucare.

Fique atento no tempo de cozimento da sua massa doce para que ela não endureça demais.

 
Banner_massas-macias.jpg

As massas macias são as ideais para serem trabalhadas nas máquinas, pois devem passar com facilidade pelo equipamento, e o produto final ficará mais saboroso.

Utilize margarinas com pelo menos 75% de lipídeos, pois dessa forma sua massa ficará macia e não irá rachar durante a fritura.